#15

TORBEN
GRAEL

Torben Grael, é o nosso convidado no mês dos pais, e não sem razão, a história dele permeia gerações de uma mesma família movida pelo amor ao mar e na arte de velejar.

Nascido em São Paulo e criado em Niterói (RJ) Torben é um dos iatistas com maior número de medalhas, começou sua paixão pela Vela aos 5 anos de idade, ao lado do avô Preben Schmidt, um dinamarquês que se estabeleceu no Brasil no início do século passado após se encantar com a cidade do Rio de Janeiro.

A tradição pelo esporte surgiu de uma forma natural, uma herança de família, além do avô, sua mãe e seus tios eram praticantes da vela e o incentivaram muito, aos 7 anos ganhou seu primeiro barco, o Hugin, e em 1978 Torben participa pela primeira vez de um campeonato, aos 18 anos ele ganha sua primeira medalha de ouro em San Diego, foi o início de uma trajetória cheia de grandes conquistas.

Uma herança
com muitas
histórias

O veleiro Aileen que hoje pertence a
Torben tem um grande valor sentimental,
seu avô o comprou em 1935 de um
norueguês aqui no Brasil e desde então ele
ajuda a contar a história de sua família e
da Vela brasileira.

Nele, seu avô ensinou os filhos, seus tios, a velejar, e foi nele que Torben e seu irmão Lars aprenderam a navegar ainda na infância pela Baía de Guanabara, tempos depois Torben passou seus ensinamentos aos filhos Martine e Marco Grael no Aileen.

No centenário do barco, em 2012, Torben e sua filha Martine navegaram juntos nele na regata em homenagem ao avô Preben Schmidt.

De Pai
para filho

A quarta geração da família Grael é formada pelos filhos de Torben, Marco e Martine e pelo sobrinho Nicholas, filho de Lars, todos competidores.

“Sempre quis passar para eles a minha paixão pelo mar e pela Vela, desde sempre o Marco e a Martine nos acompanharam em nossas velejadas, sem a obrigação de competir, isso surgiu de forma muito natural, acredito que o grupo de amigos próximos que começaram a participar de torneios ajudou a incentivar a decisão para eles entrarem na vela competitiva”

Presente
Futuro

Torben confessa que hoje um de seus maiores prazeres continua sendo dentro do mar, navegando e fazendo cruzeiros ao lado de seus filhos, entre os lugares prediletos estão as ilhas de Fernando de Noronha e Angra dos Reis. “A região de Angra é um dos lugares mais incríveis para cruzeirar.”

A história da Família Grael deve continuar atravessando gerações pelos mares do Brasil.

Voltar ao topo